sábado, 17 de julho de 2010

A MENINA COLORIDA

Dá gosto ver a amizade desses dois, comentavam os vizinhos.
Os dois eram unha e carne. Quando um era visto, logo atrás vinha o outro. Era um grude só. Volta e meia, ela lhe tascava um beijo carinhoso enquanto passeavam de mãos dadas. A amizade deles era do tamanho do mundo
Eram muito diferentes mas não se davam conta disso. Ele era um menino lindo, de olhos castanhos, sorridente, gentil, educado e vivia descalço, porém ensimesmado. Não tinha coragem de dizer a ninguém o que sentia, o que pensava, apenas concordava. Ela era linda com ou sem o seu colorido (ás vezes, ficava cinza). Ela era alegre, branquinha como leite, tinha um olhão verde que mais pareciam duas azeitonas e vivia com os cabelos trançados e com faixas coloridas. Falava sem parar e sem pensar. Falava logo o que lhe vinha à cabeça.
O menino admirava tanto esse sair falando da menina. Adoraria ser como ela. E ela, achava lindo, aquele ar caladão dele. Como ela gostaria de engolir as próprias palavras de vez em quando.
O tempo foi passando e a menina colorida e o menino sorridente cresceram. Ainda eram como unha e carne mas alguma coisa havia mudado. O menino com o passar dos anos, havia aprendido a amar aquela menina, porém tinha medo de confessar isso a ela e estragar a amizade. Ela parecia não perceber e se percebia não se incomodava. Ele queria ficar pertinho dela, mas o amor que havia crescido junto com ele, agora era como uma agulha que espetava. E de repente aquela amizade que era do tamanho do mundo, foi ficando do tamanho de uma galáxia e eles ficaram cada vez mais distantes, tal qual mercúrio e plutão. Até o dia que não se viram mais.
Porém confirmando a teoria dos 6 graus de separação, um dia, muitos anos depois a menina colorida e o menino sorridente se reencontraram. Foi uma festa daquelas, sorrisos, abraços e lembranças.
As lembranças do menino (agora uma rapagão) em sua maioria eram felizes e ele sorria só de lembrar, porém a lembrança mais marcante era o do amor que havia sentido por aquela menina.
Ele queria que ela visse aquela lembrança, mas como bem sabemos as lembranças pertencem a cada um de nós.
A menina tinha outras lembranças e não conseguia ver o que o menino teimava em mostrar. Na verdade, a menina começou a ficar irritada com aquilo e o menino percebendo, o vermelho no rosto dela, virou e disse: - vamos tomar um sorvete?
Texto:
Isadora  Nardy
Postado em Janeiro de 2010 no Blog Tantos Caminhos
A ilustração é de um mangá de Fuyumi Souryo... Me ajudem!
Estou muito feliz de  em  postar este conto de uma  pessoa tão especial , espero que curtam como eu curti.
E também visitem
TANTOS CAMINHOS

30 comentários:

khatarsisencontros disse...

Essa história não me é estranha, acho que vivi algo assim, como no título do filme "Em Algum Lugar do Passado". Que belo bolg! Me tornarei seguidora, posso? rrrsrs

Também sou uma blogueira, tentando ser poeta, louca, apaixonada pela vida e pelos personagens da vida real ou não.

Entra lá http://khatarsisencontros.blogspot.com/ e se gostar será uma honra tê-lo como meu seguidor.
Um beijo de blogueira
Bru.

Suziley disse...

Oi, Veloso:
Gostei muito do texto da Isadora. Depois vou visitar o blog dela sim. Obrigada pela dica e pela partilha. Gosto muito também de passar pelo seu cantinho. Ele aquece os nosso corações. Agradeço a sua visita também. Um bom sábado, bom final de semana, beijos no seu coração ;)

MEUS PENSAMENTOS disse...

eu ameiiiiiiii! bejs querido!

Isadora disse...

Meu amigo Veloso, estou eu aqui passeando pelos blogs amigos e vejo a atualização do seu. Vim para ver suas tirinhas, que adoro e dou de cara com o texto que te enviei.
Me sinto honrada por esse seu espaço tão amigo e acolhedor ter aberto as portas para a Menina Colorida!
Saiba que tenho um carinho imenso por esse texto e por isso o dividi com você. No fundo ele se trasformou em nosso e a imagem que você colocou não poderia ter cabido melhor, no texto.
Receba aqui o meu mais sincero agradecimento e carinho.
Um grande beijo,
Isadora

angela disse...

Muito bom texto. A história é bem desenvolvida, sensível e com boas analogias. Gostei bastante. Boa escolha.
beijos

EDER RIBEIRO disse...

A história é de encantar, um relato sensível sobre o amor platônico que vc significou magnificamente no grafite. Abçs.

Carolina Filipaki disse...

Ahhh... Esses meninos e meninas!

Irene Moreira disse...

Mais do que merecida a homenagem a nossa amiga Isadora que escreve como um anjo.
A menina colorida criou vida com o seu desenho.
Muito lindo mesmo. Parabéns.

Beijos

Armanda disse...

Nossa adorei o conto.. Isadora Nardy.. me fez imaginar cada parte dele..adoroo!!
obrigada pela visita, adoro a sua visita kkk fique com Deus!!

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Veloso...parabéns pela postagem, a Isadora é uma pessoa muito bacana mesmo e merece o carinho de todos nós.
Uma bela parceria de imagem e texto...
Um abraço na alma...

.•*♥*•.¸¸.• Sanzinha •.¸¸.•*♥*•. disse...

Adoro essas coisas assim, que trazem consigo a pureza e a inocência.
O conto é lindo!

Beijão e ótima semana!

Jeanne disse...

o conto é emocionante.
Fiquei curiosa, vou lá ver o blog da autora que escreve tão bem.
Beijos

Cearánews! disse...

Salve Veloso!

Dae, tranquilidade? Vi seu blog quase no começo. Poxa, quantas postagens..

Abraço
Cearánews! On Laini
www.cearanews.blogspot.com

Sulla Mino disse...

Sou suspeita. Adorei!
Bjk, Sulla Mino

Louise Oliveira disse...

Tinha que ser da Isa, é a carinha dela esse conto. Ameiii, muito lindo!
Bjs! Lu

ONG ALERTA disse...

A inocência é magica, paz.
Beijo Lisette

Sandra disse...

BOA TARDE!!!

A DISTÂNCIA NOS PERMITE ESTAR SEMPRE JUNTOS NESTA VITRINE VIRTUAL E COMPARTILHAR MOMENTOS MUITO BONS. POR ISSO AGRADEÇO DE CORAÇÃO A SUA PRESENÇA; COMO É BOM TER VC COMO AMIGO VIRTUAL E ESTAR PRESENTE NESTA ESTAÇÃO, CHAMADA BLOGSFERA-INTERNET- BLOGS, NÃO IMPORTAO IMPORTANTE É QUE ESTAMOS AQUI, NESTA SINTONIA, NESTA MAGIA, QUE SEMPRE NOS UNE.
É UM LAÇO QUE NOS UNEM PELOS BONS SENTIMENTOS.
FALAR DE AMIZADE É FALAR DAS CONQUISTAS A CADA DIA. GANHAR UM NOVO AMIGO É TER A CERTEZA QUE A VIDA CONTINUA EM SUA PLENITUDE. ULTRAPASSANDO AS FRONTEIRAS SEM LIMITES, SEM MEDOS, SEM PRECONCEITOS. SIMPLESMENTE AMANDO E CONQUISTANDO. NÃO IMPORTA SUA RAÇA COR, CREDO, FÉ. O IMPORTANTE É ESTAR AQUI E DIZER O QUANTO NOS ADMIRAMOS, NOS RESPEITAMOS E AMAMOS. OFEREÇO A VC UM LINDO E BELO SELINHO DA NOSSA AMIZADE CONQUISTADA. CURIOSA AMA VC. POR ISSO UM SELO EU TE AMO, PARA SELAR AINDA MAIS AS NOSSAS FRONTEIRAS, A NOSSA AMIZADE.
CARINHOSAMENTE,
SANDRA

CURIOSA!
AGRADECE IMENSAMENTE A SUA AMIZADE E ASSIM COMO MEUS DEMAIS BLOGS.
OBRIGADA PELA SUA CONFIANÇA E RESPEITO. ADMIRO MUITO VOCÊ!!!!

VENHA SEMPRE, ESTAREI SEMPRE TE ESPERANDO.

Cearánews! disse...

Certeza Veloso! Se tiver sugestão é só enviar.

Cearánews! On Laini
www.cearanews.blogspot.com

Anne Lieri disse...

Que lindo e romantico conto da Isadora!Gostei demais!É uma pena que não aconteceu o tão esperado namoro do menino!Achei uma graça!Abraços,

Isadora disse...

Meu amigo deixei um outro comentário mas acho que deu algum problema. Coisas de blog - rs! Só para deixar registrado que esse texto foi escrito e postado lá no Tantos Caminhos, em janeiro/2010.
Ah, esqueci de te dizer que você agora me deve uma ou algumas tirinhas já postadas ou por postar para que eu possa colocar lá no blog. Será um prazer compartilhar com mais pessoas, as suas tirinhas!
Um grande beijo

Mari Amorim disse...

O Amor nunca deverá ser responsabilizado por dores,perdas ou danos e tem amplos poderes para neutralizar todas as batalhas, sejam elas emocionais, familiares ou sociais...FELIZ DIA DO AMIGO,
BOAS ENERGIAS!
Beijos,
Mari Amorim
Brincando Com a Rima

Pérola disse...

Vc sumiu né rs.
Adorei o texto e eu esperei q fosse rolar um romance mas enfim...um sorvete é melhor do q nada né.
Feliz dia do amigo.
Um beijo grande.

Isadora disse...

Meu amigo passando para deixar um beijo por hoje!

Pérola disse...

Esse texto é uma gracinha sabia!!!
Senti a sua falta também,vou tentar ñ me ausentar tanto ok.
Beijo grannnnnnnde.

Marisol Maryline disse...

Olá!
O texto e a imagem se encaixaram perfeitamente!
Acho que é do mangá Mars.
Passando também para avisar sobre a indicação de um selo: http://marisol-maryline.blogspot.com/2010/07/selo-sunshine-award.html
Só assim para eu vir comentar no blog dos outros...
Bem...
Bom final de semana!

ONG ALERTA disse...

Amar não tem hora, paz.
Beijo Lisette

Marisol Maryline disse...

Essa imagem é mesmo do mangá MARS de Fuyumi Souryo.
Comecei a ler ele. É muito diferente do texto escrito pela Isadora Nardy, mas não deixa de ser uma história de amor ♥

Tati Pastorello disse...

Oi Veloso, cheguei aqui pelas suas tirinhas lá no blog da Isadora e vim buscar o texto dela e mais tirinhas suas. Adorei o Burro Eugênio.
E amei o texto da Isa. Aliás, sou muito fã dos contos da Isa. Este não podia ser diferente, tem cor e sabor, é leve e gostoso de ler.
Um beijo aos 2.

Daniel Savio disse...

Sempre crescemos, mas nunca esquecemos de sentir...

Fique com Deus, menino Veloso.
Um abraço.

Geny disse...

Olá... eu não conhecia a história, mas gostei tanto que o li duas vezes e claro, também aproveitei para ficar com o texto (com os devidos creditos. Gostei do seu blog...
Continuaçao de boa semana...